Qual é a diferença entre Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing?

Qual é a diferença entre Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing, afinal?

Diferente das formas mais tradicionais de se fazer Marketing, o Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo são caçulas na área e, portanto, ainda geram dúvidas por aí.

Se você costumava usar um dos termos quando se deparou com o outro e não sabe bem a diferença, nós vamos explicar para você.

 

No início era o Marketing Digital

Ao contrário do que muitos podem pensar, Marketing de Conteúdo não é a tradução de Inbound Marketing, e tampouco é a mesma coisa.

Bem, tudo começa com o Marketing Digital e a necessidade de se elaborar novas estratégias para que sua marca/empresa/produto esteja no mercado.

Afinal, se concorrer com várias lojas em uma rua já é desafiador, imagina só concorrer com tudo – absolutamente tudo – que está na internet, não é?

 

O que é Inbound Marketing?

A ideia do Inbound Marketing é trabalhar com a atração, funcionando como o amigo do futuro cliente, antes de ele ser realmente visto como tal.

Através das Redes Sociais e pesquisas no Google, ou outro buscador, o cliente em potencial encontra a empresa – ao invés do caminho contrário.

Diferente do que acontece com as lojas nas ruas, o cliente não entra com o dinheiro na mão para comprar seu produto e levar para casa.

Ele primeiro analisa e encontra soluções – que às vezes nem achava que estava precisando -, pondera a respeito e, então, compra.

Embora pareça que o processo demora demais, a técnica é perfeita para o ambiente digital que vivemos. Você mesmo sempre deve fazer pesquisas antes de se decidir pela compra, não é?

Vale lembrar também do Funil de Vendas, que pode auxiliar o cliente em todo seu caminho – encurtando o caminho entre a atração e a compra.

 

O que é Marketing de Conteúdo?

Uma vez entendido o Inbound Marketing, podemos dizer que o Marketing de Conteúdo é o seu complemento, é parte da engrenagem.

É com o Marketing de Conteúdo que você irá informar, educar e entreter seu cliente. É transformar sua marca em referência para as pessoas!

A forma de fazer o Marketing de Conteúdo dependerá diretamente da estratégia adotada pela sua empresa ou marca, mas as formas mais comuns são através de:

  • Publicação em blogs;
  • Ebooks;
  • Kits;
  • Webinars.

Um exemplo prático: se você tem uma casa de festas, você pode criar conteúdo voltado para comemorações, casamentos, festas de 15 anos, Bar-Mitzvah etc.

Assim, pegando o exemplo do casamento, quando os noivos estiverem procurando um lugar para realizar sua cerimônia, eles terão muito mais chances de encontrar a sua casa de festas do que alguma outra.

E mais: tendo um bom conteúdo, sua casa de festas será vista como referência no assunto, passando mais confiança e credibilidade aos noivos!

 

Conclusão:

Uma vez que vimos os dois conceitos bem definidos aqui no post, podemos concluir que um não existe sem o outro. Afinal, não há como fazer uma boa estratégia de Inbound Marketing sem bons conteúdos do Marketing de Conteúdo.

O inverso também é válido: os conteúdos criados podem ficar perdidos e sem objetivo, se não tiverem uma boa estratégia de Inbound Marketing.

Agora, sim, você finaliza o post ficando sem dúvidas: os conceitos se complementam!

 

Comentários: